Histórico

Em 2004, a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS promoveu o I Congresso Internacional de Pesquisa (Auto)biográfica – I CIPA, com vistas a aprofundar a discussão acerca do importante veio teórico-metodológico da investigação científica com fontes biográficas e autobiográficas e a propiciar maior visibilidade à diversidade de objetos e objetivos de pesquisa ancorada no método (Auto)biográfico.

Ademais, objetivou dar o primeiro impulso para criar e consolidar uma rede de pesquisa que reunisse pesquisadores de diversos países e do Brasil que laboram com essa tradição de pesquisa, individualmente ou com seus grupos. A aproximação dos pesquisadores que participaram dessa primeira edição do CIPA propiciou a publicação de um livro , com cerca de 600 páginas, sobre a pesquisa (auto)biográfica, e serviu de base para a organização do I CIPA. Participaram como convidados 14 pesquisadores com reconhecida produção científica nos seguintes países: Israel; Estados Unidos da América do Norte, Itália, Portugal, Dinamarca, Inglaterra, Espanha, e Canadá, e 20 pesquisadores brasileiros atuando em Programas de Pós-Graduação das regiões Sul, Centro Oeste, Sudeste e Nordeste.

A expectativa de um devir, apenas delineado, inspirou, não só o título do livro, mas igualmente, a temática do evento: “A Aventura (Auto)biográfica – teoria e empiria”, como identidade dessa primeira edição . De outra parte, o Congresso também abrigou 100 trabalhos por inscrição, o que permitiu alargar o círculo com novos pesquisadores para integrar a rede em articulação.

O I CIPA tematizou, assim, questões teóricas e metodológicas da pesquisa: “A aventura (auto) biográfica: teoria e empiria”. O II CIPA, promovido pela UNEB (Salvador, 2006), focalizou o tempo e a (re)invenção de si: “Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si”. O III CIPA , promovido pela UFRN (Natal, 2008), situou a noção de espaço numa posição central com o propósito de tematizar as relações dialéticas entre memória e lugares, entre espaços e aprendizagens, deslocamentos e experiências: “(Auto)Biografia: formação, territórios e saberes”. Ampliando mais as possibilidades de formação, dos espaços, e dos tempos, a temática do IV CIPA, promovido pela USP e pela BIOgraph (São Paulo, 2010) tratou de “Espaço (auto)biográfico: artes de viver, conhecer e formar”.

O V CIPA, promovido pela PUCRS (Porto Alegre, 2012), teve como tema central “Pesquisa (auto)biográfica: lugares, trajetos e desafios”, objetivando retomar questões históricas e suas vinculações aos diferentes lugares que marcaram o início, o desenvolvimento e consolidação da pesquisa com fontes biográficas e autobiográfica no campo educacional brasileiro, destacar trajetos e modos de pensar os desafios e os diálogos que se colocam na contemporaneidade no seio de uma sociedade biográfica.

Em 2014, a BIOgraph promoveu juntamente com a UERJ, na cidade do Rio de Janeiro, o VI CIPA. Nesta edição o tema principal do congresso foi “Entre o público e o privado: modos de viver, narrar e guardar”, abordando a atualidade das interrogações que se colocam na modernidade tardia quanto ao público e ao privado, com uma ampla entrada sobre a guarda de documentos biográficos e autobiográficos como fontes da memória e artefatos do devir. Enquanto iniciativa acadêmica e científica, o VI CIPA reuniu redes de investigadores, congregou associações científicas brasileiras e estrangeiras, além de integrantes de movimentos sociais, contribuindo dessa forma para estreitar os laços entre instituições e profissionais de diferentes tradições disciplinares trabalhando com distintas abordagens.

O que ensejou o I CIPA – proporcionar o estreitamento das relações entre pesquisadores e grupos de pesquisa e verticalizar a discussão de tal forma a viabilizar um trabalho ainda mais articulado, consistente e potente – tem se constituído em um constante investimento que vem propiciando o avanço da pesquisa (auto)biográfica em diversos contextos educacionais, sociopolíticos e econômico-culturais. Isso se deve, muito especialmente, à constância e à cuidadosa realização das edições subsequentes, com frequência bi-anual, e propiciou a criação da Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica – a BIOgraph no âmbito do III CIPA, realizado pela UFRN, em Natal, em 2008.

 

Na seis edições anteriores do Congresso Internacional de Pesquisa (Auto)biográfico foram apresentados um total de 3181 trabalhos.

VI CIPA Rio de Janeiro (2014)
V CIPA Porto Alegre (2012)
IV CIPA São Paulo (2010)
III CIPA Natal (2008)
II CIPA Salvador (2006)
I CIPA Porto Alegre (2004)

Assim, de 2004 à atualidade, tornaram-se visíveis os desdobramentos dos Congressos Internacionais de Pesquisa (Auto)Biográfica, que vêm sendo realizados num sistema de co-organização dos Programas de Pós-Graduação de universidades brasileiras.

Esses desdobramentos se fazem sentir, em primeiro lugar, na relevante produção científica na área por meio da publicação de livros, números especiais de periódicos e a criação de três coleções lançadas na França, na Argentina e no Brasil. Igualmente, evidenciam-se na consolidação de intercâmbios entre grupos de pesquisa em âmbito nacional e internacional em torno das ações necessárias à realização e ao pleno êxito das pesquisas em desenvolvimento.

Anteriormente a cada edição de um CIPA, são realizados os Encontros Intermediários, constituídos por pesquisadores dos Programas de Pós-Graduação das instituições de ensino superior que co-organizam o evento para pensar a temática e o formato do Congresso. Esses encontros fortalecem o processo de cooperação entre grupos de pesquisa das instituições co-organizadoras e promovem ações para assegurar o maior número de pesquisadores a discutirem suas experiências quando da realização do evento.

A vitalidade e o interesse pela pesquisa (auto)biográfica constituem a base para a garantia de retorno em termos de estímulo à produção científica, de fortalecimento dos grupos de pesquisa e da cooperação nacional e internacional entre pesquisadores que trabalham com fontes biográficas e autobiográficas e que participam dos CIPAs.

Entidades Promotoras

Organização| Co-Organização|Financiamento|Apoio Institucional|Apoio Local
  • Biograph logo